Misericordioso

O Senhor é misericordioso.
Salmo 103.8


Nunca pense que não há mais jeito. Não diga que é o fim se o Senhor não dize que é. Pois para aqueles que esperam no Senhor e que confia no Seu nome o fim pode se tornar um começo e o que não tinha jeito em uma nova oportunidade.

Desde o ventre de sua mãe Sansão¹ foi escolhido por Deus para salvar o seu povo das mãos do inimigo, e por quase toda vida Sansão viveu em fidelidade e obediência.
Sansão enamorou-se por Dalila e foi esse o seu maior erro, pois Sansão deu a Dalila o lugar em seu coração que pertencia a Deus e desobedeceu ao Senhor abriu seu coração lhe contou do voto que tinha com Deus e Dalila que não amava Sansão o entregou nas mãos de seu inimigo.
Sansão foi pego, ferido, cego pelos seus inimigos e preso com cadeias de bronze trabalhava com escravo virando um moinho.

Os filisteus riam dele e tinham Sansão como um troféu.Certo dia quando todos os príncipes filisteus estavam reunidos para oferecer sacrifício ao seu deus mandaram trazer Sansão a sua presença, pois queriam se divertir com ele.
Sansão foi levado até os príncipes e pediu para o moço que o conduzia que os deixasse apalpar as colunas que sustentava a casa para que ele pudesse encostar-se a elas, mas tudo isso era um plano que ele tinha em seu coração. Sansão encostado nas colunas da casa clamou ao Senhor pedindo a Ele que se lembrasse dele e só por essa vez lhe desse novamente a força que  tinha.
E assim foi o Senhor Deus atendeu ao clamor de Sansão e lhe deu força e foi neste momento que Sansão usou toda a sua força sobre a coluna fazendo com que a casa desabasse sobre ele e seus inimigos e assim todos seus inimigos foram destruídos.

Somos falhos e pecadores, não somos dignos de perdão, mas através da vida de Sansão conhecemos um Deus de misericórdia que não nos trata segundo nosso merecimento, mas age com amor perdoando e nos dando uma nova chance.

Não há Deus como nosso Deus, não outro misericordioso assim.





______________
¹ Juízes 16.4-31

O Teu amor me alcança

... Ainda lá me haverá de guiar a tua mão,
e a tua destra me susterá.
Salmo 139.10


Não há lugares inalcançáveis para Deus, Ele é o todo poderoso e não há nada que não esteja sob seus olhos e ao alcance de Suas mãos.

Agar e Ismael¹ viveram esta verdade, após a festa de Isaque, Sara com raiva da atitude de Ismael que caçoou de seu filho pede para seu esposo Abraão que mande Agar e seu filho embora, pois não queria mais que eles permanecessem em sua presença morando em sua casa. Abraão ficou muito triste com toda esta situação, mas mesmo triste atendeu ao pedido de Sara e ainda de madrugada pegou pão e um odre de água e deu a Agar e a Ismael e os despediu.
Agar e Ismael não tinham outra opção a não ser obedecer e seguiram para longe, para o deserto e depois de um tempo no deserto a provisão acabou e Agar se viu sem alimento, sem  água e com deserto gigante em sua frente, desesperada Agar toma seu filho leva-o até um arbusto e o deixa e segue adiante, pois ela sabia que eles não iriam sobreviver por muito tempo e ela não queria ver seu filho morrer, Agar chorou, chorou muito, pois nada podia fazer para salvar a seu filho.

Mas Deus é um Deus pai que cuida e não há lugares inalcançáveis para ele e mesmo em meio ao deserto o favor de Deus os alcançou, pois Deus ouviu o menino e envia um anjo para o socorrer e o anjo abriu os olhos de Agar e ela viu um poço bem diante de seus olhos e então entendeu que aquele deserto não era o fim da história para eles, mas o começo de uma nova vida com a benção de Deus sobre eles.

As circunstancias difíceis da vida pode até nos cegar e nos fazer pensar que não vamos vencer  e que este será o nosso fim, mas através da vida de Agar e Ismael aprendemos que não importa  o lugar ou a fase de vida, se estamos no monte ou deserto, se vivendo tempos de paz ou  angustia seja qual for a estação da vida Deus sempre estará conosco e o Seu amor-favor- nos alcançará, pois Ele nos ama, e em todo tempo, aonde estivermos, Ele cuidará de nós, por isso, não há o temer.



____________________
¹ Gênesis 21.8-21




Passos de fé

Mas prossigo para conquistar... 
Filipenses 3.12


Ninguém chega ao cume da montanha sem antes dar o primeiro passo, ninguém chega ao topo da escada senão subir o primeiro degrau, ninguém alcança a vitória senão lutar por ela. A vida com Deus não é diferente e passo a passo, dia a dia temos que seguir crendo, obedecendo e perseverando até alcançarmos a vitória.

A bíblia nos diz que os filhos de Israel tornaram a fazer o que era mau perante do Senhor e  por este motivo o Senhor os entregou por quarenta anos na mãos dos filisteus, mas quis o Senhor Deus mudar este cenário e naquele tempo havia um homem chamado Manoá cuja mulher era estéril e foi através dele que o Senhor Deus começou a mudar a história daquele povo.

Um anjo apareceu para sua mulher e disse que ela era estéril, mas que conceberia e daria a luz a um menino e que ela devia se guardar e não beber vinho ou bebida forte e que não comesse coisa imunda e que sobre a cabeça do menino jamais passaria uma navalha. Este mulher ouviu as palavras do Anjo e sem questionar foi até o seu marido e contou tudo o que havia acontecido e seu  marido logo creu e em nenhum momento duvidou e Manoá e sua mulher em tudo obedeceram as palavras do Anjo  e perseveraram fazer tudo quanto ele lhe havia dito e a mulher concebeu deu a luz a Sansão cumprindo assim a promessa do Senhor.

Manoá e sua mulher creram nas promessas de Deus para suas vida e porque creram obedeceram e perseveraram em obedecer permanecendo fieis até se alcançar o que esperavam.

Através da vida de Manoá e sua mulher aprendemos que para se alcançar as promessas de Deus temos que andar por passos de fé, e o primeiro passo é crer, depois obedecer e o mais importante perseverar em obedecer.

Muitas são as promessas do Senhor para nós e só alcançaremos se como eles andarmos em fé prosseguindo firmes e fieis para alvo.Por certo não será fácil, lutas e dificuldades surgiram, mas é caminhando crendo contra as circunstancia que alcançaremos a vitória.

Como Manoá confiemos no Senhor e em Sua palavra, pois ela é fiel e se cumprirá.

De braços abertos

E, compadecido dele, correndo, o abraçou e beijou.
Lucas 15.20



Amo meu filho, mas confesso que nem sempre tenho paciência com ele e muitas vezes acabo brigando com ele até mesmo sem merecer e ele todo tristinho vai correndo para o sofá e fica lá sem reclamar.
Meu coração de mãeteiga  ao vê-lo assim se derrete e mais que depressa vou até ele peço desculpa e lhe encho de beijos e ele sem ressentimento sempre me recebe de braços abertos.

O filho pediu ao seu pai a parte da herança que lhe era devida e de posse da herança e seguiu para uma terra e lá viveu como bem quis e gastando tudo que tinha e sem dinheiro passou por grandes privações e depois de muito padecer decidiu voltar para casa.
Este jovem tinha consciência do mal que tinha feito ao seu pai e não esperava ser recebido bem e muito menos ser tratado como filho por ser pai, mas mesmo sabendo disso ele decide voltar e se seu pai o recebesse como um trabalhador qualquer já estava bom.  
Ele seguiu rumo ao velho lar e quando se aproximou de longe seu pai o avistou saindo correndo em sua direção e ao chegar perto do filho amado o abraça e o beija colocando de uma vez por toda um ponto final em todo passado, mas o jovem  ao ver seu pai assume seus erros e diz que não era digno de perdão, mas no coração desse pai não tinha espaço para o ressentimento e com coração cheio de amor ele decide celebrar a volta do seu filho para o lar.

O amor é benigno e não se ressente do mal e através da vida deste pai aprendemos que ressentimento, rancor, magoa não fazem parte de Deus e quisermos ser dEle e permanecer no Seu amor temos que ser como Ele.


Seu nome era Gratidão

Em tudo daí graças, pois essa é a vontade Deus em Cristo Jesus para convosco.
1Ts 5.18


Já era noitinha por voltas das dezenove horas voltava do mercado com meu esposo. Vínhamos caminhando tranquilamente sem presa ou preocupações o papo gostoso fazia com que caminho ficasse mais curto e logo chegaríamos em casa.

Assim que cruzamos a esquina de casa aos uns vinte passos a nossa frente vi um homem com vestes bem simples fuçando o lixo em busca de algo que poderia lhe render algum dinheiro. Continuamos a caminhar, pois aqui tem muitos catadores de reciclagem este homem era mais um entre os tantos que vemos pelo caminho, mas para minha surpresa este homem não era apenas mais um em meu caminho ele seria alguém que deixaria uma marca em mim.

Avançamos em sua direção e a medida que fomos nos aproximando o assunto entre eu e meu esposo cessou e o silêncio reinou entre nós e calada passei ao lado deste homem e foi neste instante que vi quando em meio ao monte de  lixo ele achou um saco transparente cheio de latinhas de alumínio e ele ao pegar este saco em suas mãos com a força de toda a sua alma disse: Obrigada Jesus!
Ele não viu quando cheguei perto e nem sequer percebeu que passei ao seu lado, mas eu pude perceber pelo som de sua voz tamanha era a alegria e gratidão que sentia, pois por certo ter achado aquelas latinhas lhe ajudaria muito naquele momento.

Essa frase mudou a minha noite e eu já não conseguia pensar em mais nada era como um eco dentro de mim e um turbilhão de emoção tomou conta e as lágrimas começaram a jorrar do meus olhos e eu chorei, chorei muito, chorei alto, chorei com toda a minha alma e seguindo o meu caminho a única palavra que saia dos meus lábios foi um pedido de perdão ao Pai  por ser tão ingrata, por Ele me dar tanto e eu não dar o devido valor, por nem sempre estar contente com que tenho e sempre reclamar.

Cheguei em casa mexida, pois essa frase não mudou só a minha noite, mas mudou algo dentro de mim, pois entendi que ser grata a Deus não é apenas reconhecer  e  agradecer a Ele pela bênçãos recebidas,mas vai além, ser grato é jamais RECLAMAR e nem desdenhar o que se tem.Gratidão é saber que o que se tem seja pouco ou muito é um presente de Deus para nós.

Eu não sei quem era este homem, qual o seu drama, a sua história, mas de uma coisa eu sei,  seu nome era Gratidão.